Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

Veja a opinião de quem já provou

 

 

Cézar Lindenmeyer e Suzane Bittencourt, agrônomos e professores, iniciaram o que eles mesmos identificam a um projeto de vida, em 2006. Implantaram 5ha de vinhedos e, enquanto viabilizavam a própria cantina, vendiam suas colheitas a vinicultores parceiros. Sempre, porém, reservaram uvas para suas vinificações de avaliação. Em pouco tempo, conseguiram edificar uma vinícola butique, pequenina mesmo, mas muito bem instalada. E os testes foram muito bem-sucedidos... E os registros, concluídos... E nasceu a Vinícola Don Basílio... E prepare-se para chegar lá, pelo histórico mapa estampado nos rótulos!!! Chegam-nos, agora, seus novos cinco vinhos. Estão muito especiais e muito indicados ao verão que se aproxima. Pude apreciá-los também, na origem, em meio aos encantos da cultura gaúcha estancieira.

Riesling 2018 (12,0%) – vinho de aromas leves, muito boa acidez e um frescor incrível. Pode ser apreciado com canapés ou acompanhando pescados grelhados.

Moscato Giallo 2018 (11,5%) – vinho de aromas marcantes, grande leveza e paladar provocante. Me agradou muito com as saladas, inclusive quando têm gotas de vinagre balsâmico.

Trebbiano 2017 (12,0%) – aqui estamos diante de um vinho branco muito envolvente. Uma cor dourada, aromas complexos, que podem nos levar ao damasco, uma acidez em grande equilíbrio com o álcool e uma excelente presença no paladar, com boa persistência. É vinho gastronômico que acompanha muito bem as aves temperadas e fondues (de queijo, naturalmente).

Pinot Noir 2017 (12,0%) – esse Pinot me parece que será uma das marcas da Vinícola Don Basílio, entre os vinhos tintos. É um vinho vivo, com todo o perfil da casta, translúcido, e com grande delicadeza. Certamente, ainda evoluirá na garrafa, mas já mostra complexidade e um final longo.

Cabernet Sauvignon 2017 (13,0%) – típico varietal da casta, que ainda terá muita vida. A cor é de um rubi brilhante, intenso. Os aromas são frutados, com algumas notas vegetais. No paladar, os taninos mostram potência e o volume é muito bom. Minhas saudações aos produtores Cézar Lindenmeyer e Suzane Bittencourt, bem como à gentil equipe da Vinícola Don Basílio, que, com sua cultura e registros, estão definindo um novo terroir para vinhos finos, no Brasil.

   

Rogerio Dardeau, especialista em vinhos e autor de livros como "Vinho & Prazer" e o guia "Vinho Fino Brasileiro", morador do Rio de Janeiro/RJ.

 

 


 

 

 

Alerta de Brazuca bacana, Riesling Itálico Quinta do Herval, da Vinícola Don Basílio (RS). A Riesling Itálico é uma uva que pelo visto está gostando do nosso terroir com jeitinho brasileiro, sorte a nossa! Um vinho muito gostoso, aromático, com ótima acidez e sabor longevo. Grata pela descoberta! Fiquei curiosa com os outros vinhos da vinícola, esse estava super redondo e alinhado!
   

Joana Rangel, criadora do blog divinaevinho.com, moradora do Rio de Janeiro/RJ.